MEC reprova 38 cursos superiores

Veículo: A notícia foi publicada nos principais jornais do País - BR
Compartilhe

Trinta e oito cursos de 21 instituições de ensino superior que tiveram notas ruins no Conceito Preliminar de Curso (CPC) em 2011 estão proibidos de ampliar o número de vagas em 2013. Do total, quatro são universidades federais, cinco particulares, quatro institutos federais e sete centros universitários. Há instituições reconhecidas, como a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Minas Gerais e Goiás, e Mackenzie. O CPC avalia o rendimento dos alunos, a infraestrutura e o corpo docente das escolas. Em 2011, foram avaliados 8.665 cursos. As instituições notificadas ontem, por terem obtido nota 1 ou 2 no CPC, na escala de zero a 5, terão de assinar um termo de compromisso e apresentar um plano de melhorias, que precisa ser aprovado pelo MEC.

Temas deste texto: