MS: Prefeitura não paga empresa e 14,5 mil crianças podem ficar sem merenda

Veículo: A Tribuna - SC
Compartilhe

Os Centros de Educação Infantil (Ceinfs) da Prefeitura de Campo Grande correm o risco de ficar sem receber 25 itens da merenda em razão da falta de pagamento do fornecedor de alimentos secos, como arroz, feijão e macarrão. O presidente da Comissão de Assistência Social da Câmara de Campo Grande, vereador Flavio Cesar (PT do B), denunciou nesta quinta-feira (4) que a empresa MDR vai suspender o repasse que atende as crianças das creches. Segundo Flávio Cesar, a fornecedora MDR não recebe pagamento do município desde janeiro, quando começou a gestão do prefeito Alcides Bernal (PP), e a dívida já chega a R$ 600 mil. "A empresa já não tem condições de continuar mantendo o fornecimento dos gêneros", informou ele. A Prefeitura de Campo Grande possui hoje 96 creches, atendendo a um público de 14,5 mil crianças. São servidas quatro refeições e lanches por dia.

Temas deste texto: