MT: Crianças realocadas em conjunto habitacional sem escola em Cuiabá

Veículo: Hoje em Dia - MG
Compartilhe

Cuiabá, capital do Mato Grosso teve muitas desapropriações relacionadas à Copa do Mundo em imóveis comerciais para a implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). Entretanto, por pressão da comunidade do bairro Castelo Branco, a prefeitura desistiu do projeto de abertura da avenida do córrego do Barbado, onde 400 famílias estavam ameaçadas de remoção. Apenas 33 que moravam em área de risco de inundação, na beira de um curso d’água, foram realocadas para a construção de uma rotatória. A obra não faz parte da Matriz da Copa, mas indiretamente está ligada ao Mundial. Para muitos moradores, a mudança de endereço não é vista como negativa. Mas o que os aflige é para onde foram levados: um imenso conjunto habitacional do programa Minha Casa Minha Vida, o Altos do Parque, distante 14 km, onde não há escola para as crianças das mais de mil famílias. Esta reportagem é fruto de uma das pautas vencedoras do VII Concurso Tim Lopes de Jornalismo Investigativo, cujo resultado foi divulgado no final de 2013.

Temas deste texto: