Na Irlanda, jovens criam startup para fabricar leite

Veículo: Zero Hora - RS
Compartilhe

Seis proteínas, oito ácidos graxos, água, açúcar, um punhado de sais minerais, cálcio e vitaminas. Altere as proporções e tenha leite de vaca, leite de cabra ou até de búfala melhor dizendo, uma bebida com o mesmo gosto, textura e benefícios do leite desses animais, mas sem os efeitos indesejados causados pela lactose e pela proteína de origem animal. É o que prometem dois jovens que fundaram na Irlanda a startup Muufri (“leite sem o muu”), que se propõe a produzir leite artificial. Eles ainda não chegaram ao produto perfeito, mas argumentam que não há mistério na fórmula: os ingredientes podem ser manipulados, sem que tenham de ser extraídos de animais. A empresa pretende vender leite fabricado, mantendo as proteínas e controlando a gordura saturada e a lactose. Especialistas apontam que a principal dificuldade não está em criar uma bebida com características físicas semelhantes às do leite. Isso inclusive já é feito: há produtos similares, montados a partir de frações de leite com nutrientes específicos para o aleitamento de bebês, por exemplo.

Temas deste texto: