‘O amor não tem tamanho’: campanha do MP-BA incentiva adoção de adolescentes e crianças a partir de 6 anos

Veículo: Globo.com - BR
Compartilhe

Em busca de uma família para crianças e adolescentes aptos a adoção, o Ministério Público da Bahia (MP-BA), em parceria com a Defensoria Pública (DPE) e o Tribunal de Justiça da Bahia(TJ-BA), lançam na segunda-feira (7), às 14h, a campanha ‘O amor não tem tamanho’.

O lançamento ocorre na semana em que se celebra o Dia Mundial da Adoção, comemorado na quarta-feira (9), com o objetivo de ampliar o perfil buscado pelos futuros pais e contribuir no aumento do número de adoções de crianças e adolescentes, grupos de irmãos ou com alguma deficiência.

Os interessados na adoção devem fazer um cadastro no site da campanha.

Atualmente estima-se que, no Brasil, há cerca de 4 mil crianças e adolescentes aptos a adoção e 33 mil pessoas estão na fila de adotantes. Segundo dados do Conselho Nacional de Justiça, quase 70% das crianças aptas a adoção no Brasil têm mais de seis anos.

O lançamento ocorrerá na sede do MP, no CAB, e será veiculado em TVs e redes sociais do MP e das instituições parceiras, dando visibilidade às informações necessárias para o processo de adoção. De acordo com o Sistema Nacional da Adoção e Acolhimento (SNA), a maior quantidade de crianças e adolescentes disponíveis para adoção concentra-se na faixa etária de 6 a 17 anos.

Esse perfil, no entanto, não corresponde ao mais desejado pelos habilitados à adoção, já que mais de 50% dos 39.957 pretendentes cadastrados têm preferência por crianças de até três anos.

Segundo dados do Conselho Nacional de Justiça de 2019, 90% dos interessados na adoção buscam crianças de até sete anos, enquanto 67% das crianças e adolescentes disponíveis nos abrigos têm idades entre sete e 18 anos.

Temas deste texto: