O aumento da violência escolar

Veículo: O Estado de S. Paulo - SP
Compartilhe

Em editorial, o jornal O Estado de S. Paulo apresenta dados do Ministério da Educação segundo os quais, em 2011, quase 4,2 mil professores de português e matemática da 5ª e da 9ª séries da rede pública e privada de ensino fundamental contaram ter sido agredidos fisicamente por alunos dentro das salas de aula, nos corredores ou na saída dos colégios. “O número representa 1,9% dos 225 mil docentes que responderam a um questionário anexado à última Prova Brasil”. O texto ressalta que, além dos ferimentos físicos, as agressões geram depressão, síndrome do pânico e estresse pós-traumático nos professores. Para o periódico, no ensino fundamental, a violência escolar tornou-se um problema tão grave quanto o da má qualidade da educação. “E não é só por meio da oferta de cursinhos de mediação que ele será equacionado”.

Temas deste texto: