OMS recomenda duas doses contra o HPV

Veículo: Estado de Minas - MG
Compartilhe

Foram lançadas nesta quarta-feira (3) as novas diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS) para prevenção e controle do câncer de colo do útero, ou câncer cervical, responsável por mais de 270 mil mortes por ano, 85% nos países em desenvolvimento. É uma das formas mais mortais de tumores e, ao mesmo tempo, uma das mais facilmente evitáveis. O documento, também conhecido como Pink book (Livro rosa, em inglês), foi apresentado durante a Cúpula Mundial de Líderes contra o Câncer, em Melbourne, na Austrália. O texto ressalta a importância da prevenção primária (imunização contra o HPV), secundária (rastreamento) e terciária (tratamento) para mulheres de todas as faixas etárias. O novo protocolo de vacinação de meninas entre 9 e 13 anos contra o HPV, vírus responsável pela maioria dos casos, é um dos principais elementos da orientação. O esquema reduzido, com a aplicação de duas doses, foi confirmado como tão eficaz quanto a programação atual, de três doses. A mudança visa tornar mais fácil a vacinação e reduzir o custo da prevenção.

Temas deste texto: