ONU denuncia ataques a crianças na Síria

Veículo: Correio Braziliense - DF
Compartilhe

A alta comissária das Nações Unidas para Direitos Humanos, Navi Pillay, acusou o regime da Síria de ordenar que as forças leais ao presidente Bashar Al-Assad atinjam crianças "deliberada e sistematicamente". Falando à emissora britânica BBC, Pillay foi direta e específica sobre o que classificou como práticas cruéis contra meninas e meninos sírios. "Temos provas de que crianças levaram tiros no joelho, foram presas em condições desumanas, sem acesso a medicamentos, e foram alvo de brutalidade. É horrível", desabafou. Ela frisou que a alegação do regime sírio de que existem "terroristas" entre os opositores não é desculpa para atacar civis. Ela afirmou que o presidente terá de ser julgado no Tribunal Penal Internacional, por conta das denúncias de abuso. A ONU estima que mais de 9 mil pessoas tenham morrido em um ano de confrontos.

Temas deste texto: