Paraná reduz reincidência de adolescentes em medida socioeducativa

Veículo: Folha de Londrina - PR
Compartilhe

Há três anos consecutivos, o Paraná registra queda no índice de reincidência dos adolescentes que cumprem medidas socioeducativas em estabelecimentos com restrição de liberdade. Desde 2011, o número de reincidentes no ato infracional caiu de 29% para 22% em 2013, quase metade da média nacional apontada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em 2012, que era de 43%. Essa conquista é resultado dos investimentos no processo de reestruturação do sistema socioeducativo do Paraná, iniciado há três anos. Nesse período, o estado aplicou R$ 68 milhões na melhoria das 26 unidades de Socioeducação. Os recursos contemplam o fortalecimento das atividades de orientação profissional, lazer, cultura, esporte e escolarização dos adolescentes. Os investimentos também abrangem a capacitação e o aprimoramento de gestão dos servidores que atuam no sistema de socioeducação do Paraná. De acordo com estudo realizado pelo CNJ, a taxa nacional de ocupação nas unidades brasileiras era 102%, com superlotação das unidades e falta de vagas.

Temas deste texto: