PR: A mordida do Leão a favor da infância

Veículo: Gazeta do Povo - PR
Compartilhe

Aparentemente tímidas, meninas soltam a voz e o rebolado na aula de teatro que ocorre duas vezes por semana na Associação de Promoção à Menina (Apam), em Ponta Grossa (PR). As aulas começaram em outubro e terminam neste mês. O projeto do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) é financiado por um fundo municipal composto, em parte, pelo Imposto de Renda. Até o próximo dia 30, mais destinações podem ser feitas pelos contribuintes para a execução de ações semelhantes. Pessoas físicas podem doar até 3% do IR devido aos fundos dos conselhos municipais ou do conselho estadual, enquanto que pessoas jurídicas podem destinar até 1% do seu imposto. De qualquer forma, o contribuinte vai ter que fazer a destinação deste imposto devido. "Repassando para uma entidade ele pode acompanhar melhor a sua aplicação", afirma o delegado-adjunto da Receita Federal em Ponta Grossa, Demétrius de Moura Soares. No Paraná, todos os anos o Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente recebe em média R$ 10 milhões em destinações do IR no fundo estadual. Já há dez projetos aprovados para o exercício deste ano.

Temas deste texto: