PR: Escolas estaduais aguardam verba de reconstrução

Veículo: Gazeta do Povo - PR
Compartilhe

Quase um mês depois da chuva de granizo de 17 de outubro, que danificou 3,6 mil imóveis em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba, ao menos cinco escolas estaduais ainda aguardam a liberação de recursos da Secretaria da Educação (Seed) para reconstruir as estruturas destruídas pelo temporal. Enquanto isso, mais de três mil alunos dos ensinos fundamental e médio e da Educação de Jovens e Adultos estão tendo de se virar. As aulas ocorrem em sistema de rodízio, em salas emprestadas de outras escolas ou então em ambientes com o teto peneirado e com as instalações elétricas comprometidas. De acordo com a Seed, embora o processo licitatório tenha sido dispensado no caso da reforma das escolas danificadas pelo granizo, há condições que devem ser observadas. Primeiro, o município deve atestar estado de emergência; depois uma equipe da Seed faz o levantamento dos prejuízos e os orçamentos com empresas interessadas no contrato este é o status atual dos processos das escolas; na sequência, as informações devem ser enviadas à Secretaria da Fazenda, que precisa liberar os recursos; depois, a contratação é formalizada e o setor jurídico atesta o trâmite. Segundo a Seed, as obras devem iniciar em três semanas.

Temas deste texto: