PR: Orientação, diversão e aprendizado com labirintos

Veículo: Diário Catarinense - SC
Compartilhe

Nada de personagens famosos, marca da moda ou conexão com a internet. O brinquedo que conquistou a preferência das irmãs Francesca, Constanza e Pietra, de 11, 8 e 7 anos, respectivamente, foi feito por elas mesmas. O labirinto tátil, como é chamado, é moldado na argila, com pequenos caminhos para serem percorridos com a ponta dos dedos. Outros labirintos também estão desenhados e pintados em diversos papéis espalhados pela casa do diretor de produção cinematográfica Jefe Miranda, pai das meninas. Faz uns dois anos que elas tiveram contato com labirintos pela primeira vez e adoraram de imediato. "Neste ano, quero providenciar para elas um labirinto maior", conta. Longe de casa, elas se divertem caminhando sobre os modelos impressos em lonas e nos formados por pedrinhas no espaço cultural Casa Labirinto, em Curitiba (PR), que conta com uma programação de atividades de lazer e aulas diversas. Segundo o sócio-fundador do local, o pedagogo e mestre em Educação Luca Rischbieter, os labirintos exercem grande fascínio, especialmente nas crianças.

Temas deste texto: