Realidades opostas em um mesmo Enem

Veículo: O Globo - RJ
Compartilhe

Eles farão a mesma prova, com o mesmo objetivo de passar para uma universidade pública federal. Mas a preparação para esse desafio os deixa em realidades distintas. Na reta final para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), no próximo fim de semana, escolas particulares do Rio de Janeiro (RJ) têm até três professores numa sala de aula. Enquanto isso, alunos da rede estadual enfrentam problemas como a falta de docentes. O Globo esteve em dois colégios públicos. Considerada uma referência na rede do estado, o Colégio Estadual Brigadeiro Schorcht, na Taquara, não tem professor de história para os alunos do último ano, que farão o Enem. Já no Colégio Estadual João Alfredo, em Vila Isabel, vestibulandos dizem que os dois primeiros tempos de quarta-feira estão vagos, devido à falta de professor.

 

 

Temas deste texto: