RJ: A dívida da educação em áreas pacificadas

Veículo: O Dia - RJ
Compartilhe

Em editorial, o jornal O Dia diz que, no vácuo da cidadania que circundava áreas dominadas pelo crime no Rio de Janeiro (RJ), a ausência mais prejudicial era a da educação. "A rotina de violência acabava com qualquer motivação de estudar". Segundo o texto, a paz devolveu a milhares de crianças o gosto pelo aprendizado, mas o atraso prejudicou mais de uma geração. "O direito de ir e vir pode ter sido restabelecido e o desempenho das crianças pode ser esplêndido, mas incide sobre essa conta a dívida histórica do Estado". O jornal lembra que as oportunidades devem ser iguais para todos e que a educação é um direito dos mais fundamentais e deve ser assegurada a todos. "Para tal, precisa ser ágil para corrigir as distorções", conclui.

 

Temas deste texto: