RJ: Alunos de colégios em áreas pacificadas estão aprendendo mais

Veículo: Extra Online - RJ
Compartilhe

A paz ensina. Sem perder aulas ou conviver com os sobressaltos de uma guerra que chegava aos pátios das escolas e às próprias salas de aula – com balas de fuzil atingindo as paredes -, os estudantes dos 170 colégios públicos localizados dentro ou num raio de 500 metros de favelas pacificadas no Rio de Janeiro (RJ) estão aprendendo mais. A nova realidade já se reflete nos exames oficiais. O mais significativo ocorreu com o segundo segmento do ensino fundamental (do 6º ao 9° ano): os alunos das escolas públicas municipais de áreas a que a pacificação já chegou progrediram quase o dobro em relação aos outros colegas. De 2009 para 2011, o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) subiu 40,6% nas escolas em áreas pacificadas e 22,2% no conjunto das públicas. Nos anos iniciais (1º ao 5º Ano), o Ideb cresceu 10,6%, nas favelas com UPPs e 5,9% no resto da rede. Até 2016, estão previstas nas áreas já pacificadas a construção de 25 novos Espaços de Desenvolvimento Infantil (EDI) e seis novas unidades escolares.

Temas deste texto: