RJ: Educação pacificada no Borel

Veículo: O Dia - RJ
Compartilhe

UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) não é apenas sinônimo de paz nas comunidades. Dois anos e meio depois de sua implantação no Borel, uma das comunidades do Rio de Janeiro (RJ), a pacificação apresenta resultados também no ensino fundamental. A Escola do Amanhã Antoine Mandarinos talvez seja o maior exemplo do quanto o fim do domínio armado do tráfico traz, a reboque, um pacote de benefícios. "É uma bênção", diz Lenita de Souza Vilela, diretora da escola. "A chegada da UPP mudou o desempenho dos alunos da água para o vinho", emendou. Isto significa um crescimento de 20% na nota dos alunos no índice de Desenvolvimento de Educação Básica (Ideb). O índice só traz orgulho à diretora. "Hoje, eles têm rotina e podemos realizar as aulas com tranquilidade", diz.

Temas deste texto: