RJ: Niterói tem 7 mil crianças fora da escola

Veículo: O Globo - RJ
Compartilhe

 

Niterói é a cidade que tem a menor rede municipal escolar do Rio de Janeiro, de acordo com o Instituto Nacional de Ensinos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep). Segundo o centro de estudos, a cidade tem um déficit de sete mil vagas.A estatística vai ao encontro do Censo de 2010, que identificou 81 mil crianças de até 14 anos no município. Segundo a prefeitura, há 74 mil alunos matriculados na educação infantil e no ensino fundamental. “Esse déficit é mais acentuado entre os alunos de até 6 anos, já que, nessa faixa etária, os pais não têm a obrigação legal de pôr os filhos numa creche ou unidade de ensino. Mas há também muitos meninos fora da escola por outras razões, como evasão das salas de aula e situações de risco”, afirma Nicholas Davies, professor do Departamento de Educação da Universidade Federal Fluminense (UFF).

Importação de alunos – O presidente da Fundação Municipal de Educação, José Henrique Antunes, afirma que a falta de vagas tem se agravado com a entrada de alunos de São Gonçalo na rede niteroiense, apesar da exigência de comprovante de residência no ato da matrícula. “Estimamos que um percentual entre 10% e 20% seja referente a estudantes que moram no na cidade vizinha. Vamos dar prioridade aos niteroienses e conversar com São Gonçalo para tentar minimizar esse problema. Nossas escolas são muito procuradas por pais de alunos com deficiência, já que nossa rede é inclusiva, ao contrário da gonçalense. É claro que vamos deixar os estudantes com deficiência que já estão matriculados aqui. Porém, evitaremos a entrada de novos”, diz Antunes.

 

Temas deste texto: