RJ: O fracasso do ensino público na calada da noite

Veículo: O Globo - RJ
Compartilhe

No ano passado, 104 escolas da rede pública do Rio de Janeiro (RJ) não conseguiram aprovar de ano sequer a metade de seus alunos matriculados no ensino médio, segundo levantamento feito pelo jornal O Globo com base em dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). O número corresponde a pouco mais de um terço (37%) das 283 unidades da cidade. Das 104 unidades, 70 (67%) funcionam no período noturno. Na escola que teve o pior índice de aprovação (15,2%), o Colégio Estadual Marechal Estevão Leitão de Carvalho, nem o jantar serviu de motivação.

Busca de soluções –Em Nova York, a solução adotada pelo ex-prefeito Michael Bloomberg foi radical: fechá-las. Quase cem unidades já tiveram esse destino por terem registrado sucessivos resultados ruins em avaliações feitas pela prefeitura. Antes de decretar o fechamento, no entanto, a secretaria de educação tenta oferecer apoio para a equipe reverter a situação. A medida, no entanto, é polêmica. Muitas das escolas sob o risco de fechar conseguiram evitar tal destino por pressão dos pais e alunos. 

Temas deste texto: