RJ: Polícia investiga quadrilha que alicia adolescentes para exploração sexual

Veículo: Extra Online - RJ
Compartilhe

Taxistas, donos de boate e gerente de hotéis e restaurantes estariam entre as mais de 40 pessoas envolvidas numa quadrilha de aliciamento de crianças e adolescentes para a exploração sexual e pornografia infantil. Durante a operação Salve Jorge, policiais civis conseguiram prender um dos aliciadores. Carlos Vinícius Cardoso Gomes estava com farto material pornográfico infantil no seu apartamento, no Rio de Janeiro (RJ). “Trata-se de uma grande rede. Os taxistas, por exemplo, eram responsáveis por buscar os estrangeiros no aeroporto e levar para encontrar essas meninas, pois têm todos os contatos e sabem onde elas podem entrar”, explicou o titular da Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (DCAV), delegado Marcello Maia.

Temas deste texto: