RN: Em 10 anos, morte de jovens cresce 1.000% em Natal

Veículo: Folha de S. Paulo - SP
Compartilhe

A taxa de homicídios de crianças e adolescentes em Natal (RN) subiu de 2,9 para 30,5 por 100 mil jovens entre 2000 e 2010 – salto de 952%. Governo e Ministério Público investigam se quadrilhas de extermínio de jovens estão por trás dessas estatísticas. Autoridades apontam a falta de vagas para internação de adolescentes em conflito com a lei como um dos propulsores da violência. Por lei, mesmo após condenação, o adolescente deve ser liberado se não houver vagas no sistema socioeducativo. Em fevereiro, havia apenas 75 adolescentes internados no Rio Grande do Norte, segundo a Promotoria. O poder público desconhece a dimensão do déficit de vagas. Segundo o promotor Leonardo Nagashima, o problema se agravou após a recente interdição do maior centro de internação, em Parnamirim, na Grande Natal, por problemas de superlotação.

Temas deste texto: