Royalties podem ir para a educação antes de 2018

Veículo: O Globo - RJ
Compartilhe

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, disse ontem (03) que os royalties de novos contratos de exploração de petróleo começarão a ser aplicados na educação antes de 2018. Ele admitiu não saber quanto isso representará em novos investimentos no setor. Mas garantiu que a decisão do governo representa um salto histórico para a competitividade do País no cenário econômico. Empenhado em obter a aprovação pelo Congresso Nacional da medida provisória que vincula ao ensino 100% dos royalties e 50% dos rendimentos do Fundo Social, publicada ontem no Diário Oficial, o ministro disse que o Brasil está diante de uma decisão que pode assegurar o ingresso do País no grupo desenvolvido. “Estamos decidindo agora o que seremos enquanto nação no futuro. Temos de pensar no País pós-petróleo”, disse Mercadante.

Temas deste texto: