SC: Projeto estimula o uso da robótica em escolas

Veículo: Diário Catarinense - SC
Compartilhe

Aprender sobre aceleração, atrito e outros conceitos de Física está mais atraente na Escola Estadual Druziana Sartori, em Chapecó. Os alunos do primeiro ano do Ensino Médio, Márcio Rios e Elison Bordignon, estão aprendendo a programar o movimento de robôs graças ao projeto de Prática Pedagógica Utilizando Robótica, desenvolvido pela Universidade do Oeste de Santa Catarina, em parceria com o Centro Associativo de Atividades Psicofísicas Patrick (CAPP). Segundo o coordenador do Curso de Sistemas e Engenharia de Computação da Unoesc, Tiago Zonta, o objetivo é despertar o interesse pela robótica para ensinar Física, computação e lógica. Serão seis encontros semanais de uma hora e meia, que vão até novembro. Os alunos estão gostando da novidade e usam kits de peças para montar e, instalando sensores, programar os robôs para desviarem dos obstáculos. O CAPP também oferece oficinas gratuitas de robótica desde agosto, com auxílio de um estagiário da Unoesc, Felipe Kwiecinski. Christian Garlet, de oito anos, está aprendendo a montar e programar robôs. Depois de trocar três vezes de escola em Joinville, foi identificado equivocadamente como hiperativo. Em avaliações posteriores, ele foi avaliado com portador de um QI superdesenvolvido, estimado em 189. As aulas de robótica são uma forma de atender o potencial de Christian.

Temas deste texto: