Só 19% das prefeituras de SP dão aulas do 1º ao 9º ano

Veículo: Jornal de Brasília Online - DF
Compartilhe

Estimulada por leis federais e pelo governo estadual há mais de 20 anos, a municipalização do ensino fundamental em São Paulo foi concluída em apenas 19% das 645 cidades. O processo, que perdeu força nos últimos anos, é apontado como uma tentativa de desafogar as redes estaduais e aproximar a gestão das salas de aula. O dado faz parte de um levantamento, ainda preliminar, da Fundação de Desenvolvimento Administrativo (Fundap), a pedido da Secretaria da Educação do Estado, feito em todo o interior paulista. A ideia da pasta é avaliar os resultados da municipalização e pensar estratégias para estruturar o processo nos próximos anos. A maioria das escolas assumiu apenas as séries iniciais (1º ao 5º ano) do fundamental, que exigem menos gastos das prefeituras e são próximos da educação infantil. Já os anos finais (6º ao 9º), de gestão cara e complexa, seguiram a cargo do estado em boa parte dos casos. Os números da Fundap indicam que a maior parte (83%) dos dirigentes municipais quer manter as séries iniciais parcialmente municipalizada. Já 17% desejam ampliar ou assumir integralmente esse ciclo.

Temas deste texto: