SP: Currículo e transição dificultam início do ensino médio

Veículo: O Estado de S. Paulo - SP
Compartilhe

O 1.º ano é considerado o ''vilão'' para os estudantes. Em várias das grandes escolas particulares de São Paulo (SP) o índice de retenção é bastante superior aos demais anos dessa fase. Segundo diretores e coordenadores, a explicação não é só o currículo, mas também a mudança de comportamento dos jovens por conta da idade e da transição para uma nova fase. "Normalmente, o ensino médio tem ritmo mais puxado, porque a gente tenta fazer tudo em dois anos e meio para que haja uma espécie de cursinho nos últimos seis meses”, explica a coordenadora pedagógica do Colégio Sidarta, Anna Karina Da Col. Segundo ela, é importante que a transição seja realizada de modo gradual. "Temos que envolver a família, não dá para esperar o boletim", completa.

Temas deste texto: