SP: Escolas mandarão inadimplente para o SPC

Veículo: Folha de S. Paulo - SP
Compartilhe

A inadimplência escolar na região de Ribeirão Preto (SP) teve aumento: passou de 6,97% em fevereiro de 2011 para 7,83% no mês passado. Os dados são do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado de São Paulo (Sieeesp). Para evitar problemas com o calote, o sindicato orientou os diretores das escolas particulares a inscreverem os nomes dos pais ou responsáveis pelos alunos em cadastros de inadimplentes, como o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e Serasa. O vice-presidente da entidade, José Augusto de Mattos Lourenço, afirmou que o colégio pode até barrar a entrada de alunos que frequentem a escola mesmo sem que os pais tenham feito matrícula. Segundo Lourenço, os diretores devem notificar extrajudicialmente os pais e também informar o caso ao conselho tutelar, já que o impedimento de entrar na escola pode causar constrangimento.

Temas deste texto: