SP: Falta de professor custa R$ 67 mi

Veículo: O Estado de S. Paulo - SP
Compartilhe

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo gasta aproximadamente R$ 67 milhões por mês para suprir as ausências dos professores da rede pública. O valor corresponde ao pagamento realizado na substituição do docente titular que se ausenta por professores eventuais ou temporários. O valor do gasto varia a cada mês. Em 2012, conforme revelado ontem pelo Estado, cada um dos 230 mil professores estaduais faltou, em média, 27 dias – 21 por licença saúde e 6 dias pelas faltas abonadas a que têm direito. Não entrou na conta as três faltas possíveis de doação de sangue. De acordo com fontes consultadas pela reportagem, em algumas ocasiões podem ocorrer falhas no registro da presença. "O controle é de papel, ele não é tão verdadeiro. Houve casos em que um professor substituto estava presente em três salas ao mesmo tempo", disse um ex-inspetor escolar que não quis se identificar.

Temas deste texto: