SP: Hospital cria serviço especial para atender adolescentes que consumiram bebidas alcóolicas

Veículo: O Globo - RJ
Compartilhe

O sinal de alerta soou no Pronto Socorro de pediatria do Hospital Albert Einstein, em São Paulo (SP). Há cerca de um ano, os pediatras de plantão passaram a ser chamados para atender adolescentes que chegam na emergência, principalmente às sextas e sábados. O problema: consumo excessivo de álcool. No Albert Einstein, todos os pacientes com 16 anos ou menos que dão entrada pelo pronto-socorro são encaminhados à pediatria, que, a partir deste mês, tem um protocolo especial de atendimento. Os cuidados não são apenas clínicos. Os pais são orientados sobre os riscos do consumo de álcool na adolescência. Nos casos mais graves, em que o adolescente fica internado ou precisa de recursos da UTI (Unidade de Terapia Intensiva), ele obrigatoriamente é avaliado por psiquiatras e psicólogos do Núcleo de Álcool e Drogas do hospital.

Temas deste texto: