SP: ‘Máfia da merenda’ é denunciada por corrupção e lavagem

Veículo: O Estado de S. Paulo - SP
Compartilhe

O Ministério Público Estadual (MPE) denunciou 35 acusados de envolvimento na chamada máfia da merenda, como é conhecido o grupo de empresas que teria formado um cartel e uma quadrilha para fraudar licitações para o fornecimento de merenda escolar em São Paulo (SP). O grupo ainda é acusado de corromper políticos e funcionários públicos, além de lavar o dinheiro da organização criminosa. Os supostos pagamentos de propinas para a Prefeitura de São Paulo teriam começado em 2003, durante a gestão de Marta Suplicy (PT). De agosto de 2003 a fevereiro de 2004, segundo os promotores do Grupo Especial de Repressão aos Delitos Econômicos (Gedec), ocorreu o pagamento de R$ 1,2 milhão de propinas para corruptos que trabalhavam na Secretaria Municipal de Abastecimento de São Paulo. Na primeira quinzena de 2004, foram pagos R$ 242 mil.

Temas deste texto: