SP: Sem verbas, Prefeitura de Ribeirão Preto admite riscos à qualidade do ensino

Veículo: Folha de S. Paulo - SP
Compartilhe

O governo da prefeita de Ribeirão Preto (SP), Dárcy Vera (PSD), admitiu riscos na educação, com comprometimento da qualidade do ensino, ao apontar a falta de recursos para o setor. A Folha de s. Paulo obteve documento assinado em janeiro pela secretária da Educação, Débora Vendramini, em que ela afirma que o orçamento da pasta para 2014, de R$ 377,08 milhões, é insuficiente. Em relação a 2013, o recurso cresceu cerca de 7%. A secretária diz ainda que "a qualidade da educação municipal já se encontra em situação de risco" e que isso "vem se agravando desde os dois últimos exercícios". Vistorias não agendadas feitas em quatro escolas pelo Conselho Municipal da Educação (CME) comprovam a situação crítica da rede, com a falta de infraestrutura e salas de aulas superlotadas. No Plano de Metas entregue ao secretário de Governo, Osvaldo Ceoldo, no começo do ano, e obtido por meio de requerimento pelo vereador Beto Cangussu (PT), a secretária cita a necessidade de contratar 460 professores para manter a rede de ensino.

Temas deste texto: