Trânsito é principal causa de morte infantil

Veículo: Diário do Nordeste - CE
Compartilhe

Já indicada como uma das principais causas de morte no Brasil, a violência no trânsito também se consolida, agora, como maior ameaça às crianças de todo o País. No Nordeste, um levantamento da Rede Nacional Primeira Infância divulgado na última sexta-feira (29) revelou que as ocorrências nas estradas e os atropelamentos estão no topo dos fatores de mortalidade por acidentes entre meninos e meninas até os 9 anos de idade. Conforme os dados, apurados em 2012, 295 crianças da região tornaram-se vítimas do desrespeito às normas de segurança no tráfego de veículos. As tragédias no trânsito representaram quase 35% das mortes infantis por acidente nessa faixa etária registradas nos estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe. Casos de afogamentos (242), sufocações (113), queimaduras (88), quedas (47) e envenenamentos (21) também despontaram no ranking das circunstâncias que mais levam as crianças nordestinas ao óbito. Segundo o inspetor Karlos Derickson, chefe de Policiamento e Fiscalização da Polícia Rodoviária Federal do Ceará (PRF/CE), a grande maioria dos acidentes com crianças é resultado da falta de responsabilidade dos condutores e da desobediência às leis que determinam a utilização de dispositivos de segurança em carros e motos.

Temas deste texto: