Um terço com HIV rejeita tratamento

Veículo: A notícia foi publicada nos principais jornais do País - BR
Compartilhe

Cerca de um terço das pessoas que sabem estar infectadas com o HIV no Brasil não fazem tratamento. O Ministério da Saúde (MS) registrou aumento de 29% no número de pacientes que tomam antirretrovirais no Sistema Único de Saúde (SUS) de janeiro a outubro, mas ainda há cerca de 190 mil soropositivos que não lutam contra a enfermidade. Hoje, estima-se que 734 mil pessoas vivem com HIV e Aids (quando o vírus destrói o sistema imunológico dando início ao surgimento das doenças oportunistas no país. Desse total, 589 mil têm diagnóstico, 398 mil tratam a infecção e 145 mil desconhecem a própria condição. Ou seja, um em cada cinco infectados simplesmente não sabe que têm o vírus. Jovens de 15 a 24 anos formam a parcela da população mais vulnerável, entre a qual a infecção cresceu 32% de 2004 a 2013. Os dados foram apresentados nesta segunda-feira (1º), no Dia Mundial de Luta contra a Aids, e fazem parte do Boletim Epidemiológico HIV-Aids 2014.

Temas deste texto: