União de vacinas para erradicar a pólio

Veículo: Correio Braziliense - DF
Compartilhe

A poliomielite é uma doença que afeta crianças e adultos, podendo levar à paralisia total ou parcial de membros. Na década de 1950, vacinas começaram a ser desenvolvidas para combater a enfermidade. Duas delas são as principais imunizações de hoje: a Sabin – com o vírus ativo da doença – e a Salk – com o micro-organismo inativo. Não há um consenso sobre qual das alternativas é a mais eficaz para ajudar a erradicar globalmente a pólio. Especialistas da Organização Mundial da Saúde (OMS), porém, realizaram um estudo cujo resultado mostra que um tratamento combinado é a melhor abordagem. Publicada na revista Science, a pesquisa foi feita na região de Uttar Pradesh, no norte da Índia, com cerca de mil bebês e crianças. "Esse já foi o epicentro da transmissão global de poliomielite. Então, qualquer resultado encontrado nesse ambiente poderia ser aplicado em outros lugares também", justifica Roland Sutter, líder do estudo e coordenador de pesquisas sobre a poliomielite na OMS. Sutter ressalta que o debate acerca da eficácia das imunizações se deve às peculiaridades delas.

Temas deste texto: