Unicef indica 480 mil deslocados na República Centro-Africana

Veículo: Correio Braziliense - DF
Compartilhe

A violência na República Centro-Africana deixou cerca de 480 mil deslocados no país desde o início da crise, declarou no domingo (8) o representante do Fundo das Nações Unidas para a Infãncia (Unicef) em Bangui, Souleymane Diabaté. "Há, ao todo, 480 mil deslocados em todo o país, incluindo cerca de 50 mil em Bangui", disse Diabaté. "Nós assistimos neste momento a deslocamentos em massa de uma população composta majoritariamente de crianças, mulheres e de pessoas vulneráveis que não têm nada. Esses deslocamentos ficaram mais acentuados depois dos últimos ataques a Bangui e a Bossangoa", acrescentou. Na quinta-feira (5), milícias armadas lançaram uma vasta ofensiva em vários bairros de Bangui, massacrando vários civis muçulmanos, e desencadeando atos sangrentos de vingança dos integrantes do movimento Seleka – que tomou o poder em março – contra a população aterrorizada o conflito teve início após a queda do presidente François Bozizé, por uma coalizão dominada por muçulmanos, a Seleka.

Temas deste texto: