A liberdade de expressão é um direito fundamental, base de toda sociedade democrática. Plataforma recebe denúncias de violações a esse direito, que, infelizmente, têm se tornando cada vez mais cotidianas no país. Denuncie e compartilhe! Não deixem que calem a nossa voz!

Milhões estão sendo deixados para trás no uso da Internet. Cerca de um terço dos jovens (entre 15 e 24 anos) em todo o mundo – ou 346 milhões – não está online, exacerbando as desigualdades e reduzindo a capacidade de meninas e meninos de participar em uma economia cada vez mais digital

Atualmente, 1 bilhão de pessoas no mundo vivem com deficiência. Secretário-geral da ONU, António Guterres, alerta que esse público permanece, “com demasiada frequência”, excluído da concepção, do planejamento e da implementação de políticas que têm impacto em suas vidas

Infância na Mídia
Agência Brasil
02/01/2018
Segundo dados do Unicef, em 2016 morreram cerca de 2,6 mil crianças por dia durante as primeiras 24 horas de vida. A maioria desse total está relacionada a causas evitáveis, como nascimentos prematuros, complicações durante o parto e infecções como pneumonia
Jornal do Comércio RS
02/01/2018
Com a ferramenta, as famílias que estão no Cadastro Nacional de Adoção (CNA) poderão conhecer os rostos, as características e os sonhos de muitas crianças e adolescentes que ainda não tiveram a oportunidade de localizar uma família
www.ebc.com.br
02/01/2018
Segundo a análise realizada pelo Iede, 28,3% dos estudantes do Brasil afirmaram que têm acesso a computadores com internet nas escolas. De acordo com dados do Pisa 2015, 26,48% responderam que a escola não tem o equipamento
Recursos para jornalistas
  • Guia de monitoramento: Violações de direitos na mídia brasileira III
    No Volume III, são apresentados os dados de pesquisa realizada em programas de rádio e TV das cinco regiões brasileiras, acusando níveis preocupantes de violações de direitos e de infrações a leis e a normas autorregulatórias do campo midiático. E a partir dos elementos constitutivos do modelo “policialesco” identificados na amostra, é aberto amplo debate sobre o fazer jornalístico — seus limites e responsabilidades.